Receitas

Celebre o Dia da Cerveja com 10 brasileiras que têm ingredientes inusitados

Larissa Januario

Do UOL, em São Paulo

07/08/2015 07h00

Malte, lúpulo, levedura e água bastam para fazer uma boa cerveja. Nem sempre. Pelo menos para alguns mestres cervejeiros brasileiros que foram além do básico e incrementaram suas receitas com ingredientes um tanto inesperados. Vale fruta, erva, pimenta, especiaria e até legume. Confira alguns rótulos de cervejas nacionais que inovaram na composição da bebida.       

Veja a lista dos ingredientes e os rótulos

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Pinhão: Pinhão Barley Wine

    Essa Strong Ale da cervejaria paranaense Insana leva pinhão na composição. Trata-se de uma cerveja sazonal de inverno, com edição limitada a 15 mil garrafas. Ela segue o estilo ale, com teor alcoólico mais alto, 8,5%, textura encorpada e aromas complexos. Seu aroma apresenta traços de caramelo, ameixas e um amadeirado, características que trazem ao paladar a leve lembrança de pinhão cozido.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Pequi: Saison do Pé Rachado

    Produzida pela Cervejaria Goyaz, a Combina Saison do Pé Rachado leva na sua composição o ingrediente mais icônico do serrado goiano: o pequi. O resultado é uma cerveja leve, ácida e frutada, ideal para o verão. Tudo a ver com o estilo saison, original da Bélgica. A mesma casa ainda produz outros rótulos que levam ingredientes exóticos como a Pepper Lager com adição de pimenta bode e a Peome Au Chocolat, uma staut que além de cacau, tem castanha de barú na receita.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Manga: Belgian Mango

    Direto do Mato Grosso, a Kessbier localizada em Nova Mutum, a 230 km de Cuiabá, produz esse rótulo que leva manga na receita. Medalha de bronze no Festival Brasileiro da Cerveja, essa Belgian Strong Pale Ale, é bem alcóolica (9,5%) e adocicada como pede o estilo.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Jabuticaba: Madureira

    Recém-lançada em São Paulo a Madureira é o primeiro rótulo da cervejaria Brasiliana. Uma Saison com adição jabuticaba na sua fermentação secundária. O resultado é uma cerveja com 5,5% de teor alcoólico, condimentada, de aroma frutado e refrescante.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Cumaru: IPA Cumaru

    A paraense Amazon Beer também capricha na dição de ingredientes diferentes nas suas receitas. Açaí, Priprioca, Bacuri, Taperebá são alguns dos frutos amazônicos que compõem os rótulos da casa. O lançamento mais recente ficou por conta da IPA Cumaru. Maturada com sementes de Cumaru, considerada a baunilha da Amazônia e queridinha dos chefs de cozinha. A cerveja tem aroma cítrico e frutado e o cumaru marca presença.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Erva-Mate: Dado Bier Ilex

    Nada mais justo para uma cerveja gaúcha que levar chimarrão na receita. Foi o que fez a cervejaria Dado Bier, do Rio Grande do Sul ao incluir a tradicional erva-mate nesta lager. O resultado é uma cerveja levemente cítrica com notas de pão, caramelo e claro, mate.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Abóbora: Jerimoon Pumpkin Ale

    Fabricada em Curitiba pela Bier Hoff, o rótulo trouxe ao Brasil a famosa receita dos colonos norte-americanos. Ao chegarem aos EUA os imigrantes em busca de ingredientes locais para suas cervejas decidiram incluir abóboras nas receitas. O resultado é uma cerveja com sabor adocicado da abóbora, toques de cravo, canela e malte caramelo.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Rapadura: Indica

    A cervejaria paulista Colorado, uma das primeiras a colocar ingredientes ousados nas cervejas, não pode ficar de fora da lista. A Indica Colorado segue a tradicional receita inglesa de India Pale Ale. Lupulada e alcoólica, mas com um detalhe, o toque da rapadura. Um pouco mais ousada, está a Vixnu, uma Imperial IPA, mais alcóolica e encorpada que a anterior. A faz ainda uma edição espacial: a Vintage Black Rapadura. Rótulo no estilo Imperial Stout, com generoso teor alcoólico (10,5% ) e rapadura escura.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Chuchu: Chuchupa

    Essa American Pale Ale produzida pela cervejaria paulistana Urbana, leva chuchu na composição. Isso mesmo, o legume considerado sem sabor divide espaço na receita com a mistura de lúpulos americanos (Falconers Flight). O resultado é uma APA equilibrada, de cor alaranjada, aromática e de amargor marcante típico do estilo. E o chuchu? Segundo donos da cervejaria, o vegetal entrou na receita justamente para contrapor a onda de ingredientes exóticos que tem tomado conta dos rótulos nacionais.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Pimenta Rosa: Bela Rosa

    A tradicional Witbier dos belgas ganhou um toque brasileiro com o lançamento da cervejaria Bohemia. A cerveja de trigo além dos clássicos casca de laranja e coentro, leva pimenta-rosa, ou semente de aroeira, na composição. O resultado é uma bebida cítrica, aromática e refrescante.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo