Receitas

MasterChef da vida real: saiba agregar as qualidades do vinho à receita

Do UOL, em São Paulo

26/08/2015 14h20

No episódio desta terça-feira (25), os candidatos a MasterChef enfrentaram um desafio um pouco diferente: reproduzir uma receita de um dos jurados do reality culinário. Henrique Fogaça deu uma aula de como preparar o lombo de cordeiro com aligot e shimeji em redução de vinho do porto, servido no seu restaurante, o Sal Gastronomia. Por pecar no equilíbrio do prato e não administrar bem o tempo de prova, o eliminado da vez foi o publicitário Fernando Kawasaki.

Para você fazer bonito no "MasterChef" da vida real, UOL Comidas e Bebidas reuniu as dicas da chef Renata Braune, do La Reina Deli Bar, para extrair o melhor do vinho e agregar às receitas.
  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Benefícios do vinho à receita

    A bebida traz inúmeras qualidades a um prato, como umidade e profundidade de sabores, seja ele doce ou salgado. Enquanto um vinho branco empresta sua acidez a molhos untuosos e amanteigados, um vinho tinto pode amaciar uma carne em sua marinada. Além disso, a presença do álcool equilibra a gordura de carnes potentes e molhos pesados.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Só cabe à panela se couber à taça

    Trocando em miúdos: só use para cozinhar um vinho que você poderia beber. Esta é a mais importante dica, já que um rótulo bom demais não vai fazer diferença no preparo, mas um muito ruim pode estragar a receita. A regra vale principalmente para os exemplares doces. Então já sabe: não precisa estourar o orçamento nem apelar para aquele do garrafão!

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Harmonize com as mesmas uvas

    Servir durante o jantar o mesmo rótulo usado na receita pode encarecer demais o evento. No entanto, uma boa maneira de garantir a harmonia do início ao fim é usar exemplares produzidos com as mesmas uvas tanto na panela quanto para oferecer aos convidados. Assim, se pretende servir Malbec, por exemplo, escolha uma versão mais barata para cozinhar.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Desperdício zero

    Dificilmente você precisará usar uma garrafa inteira no preparo de uma refeição e terá que lidar com a sobra. A boa notícia é que o vinho restante pode ser congelado para uso futuro, seja em um pote hermeticamente fechado ou mesmo em formas de gelo, para trabalhar com porções menores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo