Receitas

Light ou completa: veja dicas para preparar a feijoada perfeita

Do UOL, em São Paulo

25/07/2015 07h00

Quando se trata de feijoada, todo mundo tem sua receita e sua preferência: com as carnes separadas ou então com tudo junto na mesma panela, só com cortes magros ou então com o pacote completo, com rabo, pés e orelhas inclusos. 

Só que uma coisa é comer, outra coisa é cozinhar feijoada - e aí quem nunca se arriscou na cozinha pode entrar em pânico com o tanto de coisa que é preciso para preparar a iguaria.

Pois pode ir atrás de um avental limpo e prepare as panelas: as desculpas para não fazer feijoada em casa acabaram. E quem passa os segredos da preparação são duas especialistas no assunto: Janaína Rueda, do Bar da Dona Onça, em São Paulo, e Kátia Barbosa, do Aconchego Carioca, no Rio, criadora do famoso bolinho de feijoada. 

Confira a seguir as dicas das duas chefs, peça para alguém já ir preparando as caipirinhas e que venham os elogios!
 

Be-a-bá da feijoada

  • Imagem: Band
    Band
    Imagem: Band

    De véspera

    Feijoada boa começa no dia anterior: deixe o feijão e as carnes de molho na véspera. No caso das carnes, troque a água pelo menos duas vezes antes de cozinhar, para remover o excesso de sal. Já com o feijão, a dica é lavar, trocar a água e partir para o preparo: isso ajuda a evitar a formação de gases no intestino.

  • Imagem: Roberta Malta/UOL
    Roberta Malta/UOL
    Imagem: Roberta Malta/UOL

    Sobre o feijão

    Item primordial do menu, o feijão preto tem que estar novo para a feijoada dar certo. Escolha um pacote em que os grãos tenha tamanho médio e estejam bem brilhantes, já que grãos velhos deixam o caldo opaco. Para cada quilo de feijão, use dois litros de água. Essa medida é ideal para a feijoada não ficar aguada.

  • Imagem: Reprodução/Recepedia
    Reprodução/Recepedia
    Imagem: Reprodução/Recepedia

    Hora dos pertences

    Mesmo que não goste e prefira separar depois, use sempre pé e orelha de porco na receita. O colágeno encontrado nessas partes do animal deixa o caldo mais grosso e saboroso. Coloque as carnes mais duras na panela junto com o feijão cru. Carne-seca, rabo e orelha são os primeiros a entrar no caldeirão. Dez minutos depois, vem o lombo e a costelinha. Linguiça e bacon entram por último, dez minutos depois

  • Imagem: Thinkstock
    Thinkstock
    Imagem: Thinkstock

    Temperos (e truques)

    Perfume a receita com louro a gosto. Além de dar sabor e aroma ao prato, a erva ajuda na digestão. Se o caldo ficar muito salgado, acrescente umas três ou quatro batatas cruas descascadas, que ajudam a absorver o excesso de sal. Depois de cozido, tempere o feijão com alho, cebola e bacon douradinhos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo