Receitas

De cerveja a sorvete, vilarejo no Japão tenta sobreviver com produtos de alho

Divulgação/BBC
Refrigerante à base de cola Jats Taccola leva também pó de alho Imagem: Divulgação/BBC

19/02/2015 15h26

Takko é uma pequena vila com aproximadamente 6 mil habitantes localizada no extremo nordeste do Japão, na província de Aomori. Com uma inteligente jogada de marketing, ela conseguiu sair do anonimato e ganhou destaque no país todo com suas criações a base de alho.

A cidade ganhou o título de capital japonesa do alho, e seu mais novo invento que chegou ao mercado é uma bebida gaseificada à base de cola.

Batizado de "Jats Taccola", o refrigerante foi lançado em janeiro deste ano e só pode ser comprado pela internet.

A meta original, segundo Keiko Sato, da Central do Alho de Takko, era vender 500 unidades por mês. "Mas a venda do produto foi acima do esperado e o estoque que pensávamos levar um ano para vender acabou-se em um mês e meio", conta a relações públicas à BBC Brasil.

Tudo por causa da grande exposição que o produto ganhou na imprensa japonesa.

Incentivo do governo
Diante do perigo de, literalmente, sumir do mapa por causa da queda da população japonesa, dezenas de municípios passaram a investir em produtos locais na tentativa de revitalizar a economia.

Segundo um relatório divulgado em 2014 por uma subcomissão do Conselho de Política do Japão, quase metade dos municípios de todo o país poderão ter dificuldades para continuar operando normalmente até 2040 por causa da falta de nascimentos de crianças e do rápido envelhecimento da população.

Para tentar amenizar o problema, o governo do primeiro-ministro Shinzo Abe chegou a investir no ano passado cerca de R$ 95 bilhões para estimular as economias regionais.

O investimento inclui projetos de infraestrutura, como estradas e linhas ferroviárias. Mas Abe lembrou que as cidades precisam buscar também soluções. Foi o que fez Takko.

Produção
A província de Aomori é responsável por cerca de 70% da produção de alho do Japão, e Takko contribui com cerca de 1,1 mil toneladas anuais das 14 mil produzidas pela região.

Mesmo não sendo a maior produtora local, é a única que destina parte da produção para criação de produtos. Por isso, sempre é destaque na imprensa.

Entre as invenções inusitadas estão uma cerveja e um sorvete. Também já criaram um saquê, produtos de limpeza e suplementos alimentares. Tudo com gosto de alho, claro.

"Criar produtos tem sim o objetivo de aumentar as vendas de alho", admite Keiko.

Além disso, a estratégia é atrair a atenção do japonês para a pequena vila.

Desde que começou a criar produtos, no final dos anos 90, Takko passou a atrair um grande número de turistas, curiosos para conhecer a capital nacional do alho.

Atualmente, por ano, cerca de 20 mil pessoas visitam o pequeno município.

Ideia
A "Jats Taccola" ("jats" é uma expressão local usada quando se é surpreendido; Takkola = nome da cidade + cola) demorou apenas seis meses para ser criada. Ela é feita à base de cola e pó de alho.

"Existem muitos produtos alimentícios e voltados à saúde feitos com alho mas, entre os funcionários, pensamos em algo seguindo uma linha mais bem-humorada e daí surgiu a ideia de se criar uma bebida", conta Keiko.

Pelo fato de a Central de Alho ser uma associação com negócios em outros países, os criadores da bebida escolheram a cola.

"Agora queremos sempre fazer produtos assim", brinca a japonesa.

Em tempo: a cidade acelerou a produção de mais refrigerantes de alho, mas os pedidos estão acumulados e, segundo Keiko, a entrega só se normalizará em março.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Receitas

Topo