Receitas

'O melhor restaurante do mundo não existe', diz chef Joan Roca em SP

14/10/2013 14h35

O restaurante espanhol El Celler de Can Roca foi eleito o melhor do mundo neste ano pela publicação especializada britânica "Restaurant", embora o chef Joan Roca, em entrevista à agência Efe, tenha declarado que tal título não existe, já que, segundo ele, "cada um tem o seu próprio preferido".


"Tomamos este reconhecimento com a máxima naturalidade possível e com a maior distância, primeiro porque eles são efêmeros, estão sempre em transformação, e depois porque não é verdade. O melhor restaurante do mundo não existe, cada pessoa e amante da gastronomia têm o seu", declarou o chef em São Paulo, onde iniciou o evento gastronômico "Spainfusionsp" nesta segunda-feira.

Seis meses depois de ter tomado o título de melhor do mundo do dinamarquês Noma e com três estrelas "Michelin" em seu histórico, o El Celler de Can Roca segue trabalhando da mesma forma que antes, ou seja, "ao máximo nível" e "comprometido com a excelência, qualidade e criatividade".

"Nosso objetivo é sermos felizes fazendo o que nos agrada e é o que fazemos e o que conseguimos", apontou o reconhecido chef.

Segundo o mais velho dos irmãos Roca, os prêmios "são maravilhosos", mas "efêmeros", e por isso não sente medo de algum dia sair do alto do pódio da gastronomia internacional. Isso porque, seu maior "sonho" --o de abrir um "grande restaurante"-- já foi alcançado em 2007.

Ao lado de seus dois irmãos, Jordi, o confeiteiro, e Josep, o sommelier, Roca inaugurou há seis anos um novo restaurante, situado a 200 metros do anterior, para seguir "seduzindo" seus clientes dia a dia e "independentemente das listas e estrelas".

El Celler para exportação
No entanto, apesar do inevitável êxito alcançado e do espírito "inconformista" da família, os Rocas não pensam em exportar o êxito de El Celler de Can Roca. Segundo o chef, "só existe um (El Celler de Can Roca) no mundo e esse se encontra em Girona, de onde não deverá sair".

"As ofertas se multiplicaram, mas estamos dizendo da maneira mais amorosa possível que não", especificou Roca, que, no entanto, explicou que até poderia "reproduzir" algumas de suas marcas, como a "Rocambolesc", a sorveteria idealizada por Jordi em que é possível degustar o tradicional carro de sobremesas do Celler de Can Roca a "preços populares".

Sobre sua passagem pelo Brasil, onde ao longo da semana oferecerá ao público uma proposta culinária através da fusão dos sabores brasileiros e da tradição espanhola, Roca esclareceu que está aqui somente para "aprender".

Para o maior chef do momento, a gastronomia latino-americana tem um "grande potencial em relação à produto, tradição e receituário", itens que, segundo ele, "darão muito que falar em questão de tempo".

"Recebemos cozinheiros de todas as partes do mundo em nosso restaurante que vêm aprender e fazer práticas, sendo que muita gente são de diferentes países da América Latina, todos com muita esperança, preparação acadêmica e vontade. São herdeiros de umas tradições gastronômicas incríveis", declarou o chef espanhol.

Com uma trajetória de 27 anos, o El Celler de Can Roca apresenta listas de espera de mais de um ano para os fins de semana, uma fila que, segundo explicou, vem se acumulando antes mesmo do reconhecimento, ou seja, do título de melhor restaurante do mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo