Cerveja

Mulheres e cervejas: elas quebram mitos, consomem e conquistam o mercado de trabalho

Cilene Saorin*

Colunista do UOL

12/09/2012 20h56

Você já deve ter percebido um movimento frenético orbitando o mundo das cervejas. Nos últimos anos, a bebida ganhou os holofotes em muitos e diferentes canais de comercialização e comunicação. E isso se deve, entre alguns aspectos, a uma interessante perspectiva de amadurecimento gastronômico dos brasileiros.

  • Divulgação

    A belga Geuze Mariage Parfait tem cor alaranjada e notas cítricas

Nesse cenário favorável à cultura das cervejas, ainda é muito comum que se associe o consumo, sobretudo, a uma parcela da população: os homens. Em parte com razão, mas agora pensemos, e a outra parcela? As mulheres mais e mais têm assumido um papel importante na construção desse novo comportamento de consumo.

Deixando de lado qualquer apelo feminista, os motivos para essa mudança estão ligados à ascensão econômica delas. Tanto quanto os homens, as mulheres passaram a ser consumidores vorazes, não sendo mais permitido negligenciá-las ou descuidá-las. No mundo dos negócios, sejam eles as cervejas ou quaisquer outros, já não mais se deve pensar o óbvio– literal ou metaforicamente. Não se pode pensar que atrair a atenção das mulheres significa pintar o produto de rosa!

Além disso, é bom lembrar que,há alguns anos, as mulheres estão atuando profissionalmente na esfera das cervejas. Ainda são minoria, mas faz muito tempo que já derrubaram qualquer sombra de discriminação. E, aos poucos, desmistificam o estereótipo de “clube dos homens”. Trabalhando na produção ou na comunicação das empresas ligadas às cervejas, elas são movidas pela paixão e abrem portas para outras tantas mulheres por toda parte.

Por fim, pensando então na pluralidade das mulheres, é um engano pensar que existem cervejas próprias para o público feminino. O que há são bebidas de diferentes nuances – como perfumes de mulher – que, de certa forma, envolvem e definem as variadas personalidades. Poderia apresentar aqui muitos rótulos que traduziriam as múltiplas facetas de mulher- e, que, certamente, seriam apreciadas por homens também.

Do perfume delicado da brasileira Colorado Appia ou da elegante belga Leffe Blonde à arrebatadora fragrância da italiana Nuova Mattina; do perfume romântico da belga Mort Subite Framboise ao ousado da também belga Mariage Parfait. Esta última, arrojada e ao mesmo tempo clássica, é a minha sugestão para homenagear tantas belas cervejeiras. Divirta-se!

::FICHA TÉCNICA::

Mariage Parfait
Do estilo Gueuze, o mais antigo dos estilos de cerveja, que prima pela fermentação espontânea, em barris de madeira. Essa variação, produzida desde 1835 pela tradicional cervejaria belga Boon, apresenta cor amarelo alaranjado em notas cítricas, animais, frutadas e amadeiradas com acidez pronunciada em final de boca seco e longo.

País: Bélgica
Teor alcoólico: 8%
Volume: 375 ml
Preço: R$ 33,90
Onde encontrar: www.clubedomalte.com.br

*Cilene Saorin é mestre cervejeira graduada pela Universidad Politécnica de Madrid- Escuela Superior de Cerveza y Malta. Com mais de 20 anos de profissão, atua como consultora, sommelier e é presidente da Associação Brasileira dos Profissionais de Cerveja.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Cerveja

Topo