Receitas de Bebidas

Primavera: cervejas cítricas e refrescantes celebram a chegada da nova estação

Divulgação
Refrescante, a cerveja belga Hoegaarden
combina com frutos do mar, saladas e cítricos Imagem: Divulgação

Cilene Saorin*

Colunista do UOL

17/09/2012 14h40

Quando penso em cervejas e na primavera, logo me vêm à cabeça duas cenas. A primeira, na Alemanha, com a farta colheita das flores de lúpulo, quando então seus perfumes inebriantes invadem completamente o ar da região. A segunda, na Inglaterra, se trata dos encontros entusiasmados de ciclistas nos jardins dos pubs, onde matam a sede com algumas cervejas enquanto recebem os tímidos raios de sol que saem entre as nuvens.

Por causa dessas lembranças, acabo associando com alguns estilos da bebida que trazem marcantes aromas de lúpulo ou ainda que apresentam boa citricidade e refrescância. E já que a primavera começa no próximo sábado (22) por aqui, me inspiro nesses pensamentos e indico alguns bons rótulos para a estação mais colorida do ano.

A começar pela inglesa Fuller’s London Pride (4,7%, 500 ml, R$ 24,17, na Cerveja Store, www.cervejastore.com.br), produzida em Londres, e considerada muito popular em seu país. Do estilo Special Bitter, apresenta cor castanho-avermelhada em marcantes aromas herbais e terrosos herdados de lúpulos ingleses. Com notas de biscoito e caramelo vindas dos maltes, é equilibrada e refrescante em final de boca, com amargor intenso e longo.

Já a escocesa Harviestoun Schiehallion (4,8%, 500 ml, R$ 21,50, na Puro Malte, www.puromalte.com.br), que tem seu nome inspirado em uma das montanhas mais conhecidas da Escócia, é do estilo Lager. De cor amarelo-ouro, traz delicados aromas cítricos, com certa lembrança a pomelo e tangerina, herança de lúpulos alemães. Leve e fresca em final de boca seco.

Ainda com a predominância de lúpulos, aqui americanos, está a brasileira Colorado Indica (7%, 600 ml, R$ 11,45, na Costi Bebidas, www.costibebidas.com.br), produzida em Ribeirão Preto (SP). Do estilo India Pale Ale (IPA), é de cor castanho-alaranjado, em evidentes aromas frutados, que tendem aos sabores tropicais de maracujá e mamão. Refrescante com intenso e persistente amargor, equilibrado por notas de caramelo vindas dos maltes. A rapadura, inusitado ingrediente na composição, dá o toque de brasilidade em final de boca levemente adocicado.

Por fim, dois rótulos que poderiam ser apresentados como cervejas de trigo por trazer essa matéria-prima em comum nas suas receitas: a alemã Erdinger Urweisse (4,9%, 500 ml, R$ 13,62, na Cerveja Store, www.cervejastore.com.br) e a belga Hoegaarden (veja ficha técnica abaixo). São cervejas do estilo Weissbier e Witbier, respectivamente, produzidas com blend de malte de cevada e malte de trigo e com leveduras especiais, que produzem acidez e citricidade marcantes.

Entretanto, as semelhanças das duas param por aí: as leveduras usadas no estilo Weissbier fazem a diferença e provocam a percepção de aromas frutados e condimentados, que sobretudo, lembram banana e cravo; enquanto que, no estilo Witbier, ingredientes inusitados como casca de laranja e semente de coentro roubam a cena.

A alemã Erdinger Urweisse, cuja receita tem mais de 120 anos, é de cor amarelo-alaranjado em típica turbidez, por não ser filtrada e, então, manter leveduras em suspensão. Já a belga Hoegaarden , produzida originalmente na cidade de mesmo nome desde 1445, é de cor amarelo-pálido também em típica turbidez, pelo mesmo motivo da anterior. Ambas são superefrescantes e, curiosamente, revelam um poder isotônico muito usado como justificativa de consumo por atletas!

::FICHA TÉCNICA::
Hoegaarden

Apresenta cor amarelo-pálido, típica turbidez e generosa espuma em aromas envolventes de casca de laranja e semente de coentro. Refrescante com final de boca cítrico e seco. Sua marcante citricidade combina com a maresia dos pescados e frutos do mar e também com a delicadeza de saladas, especialmente as que levam pedaços de queijo de cabra.
Pratos com carne de frango ou de porco, preparados com molhos de limão ou laranja, encontram eco nas suas notas cítricas e condimentadas. Recomenda-se a degustação entre 3 e 5ºC. E nunca estupidamente gelada se a ideia é descobrir as sutilezas dessa bebida. Algumas vezes, é servida com uma fatia de limão.

País: Bélgica
Teor alcoólico: 4,9%
Volume: 330 ml
Preço: R$ 6,90
Estilo: Witbier
Onde encontrar: www.paodeacucar.com.br

*Cilene Saorin é mestre cervejeira graduada pela Universidad Politécnica de Madrid- Escuela Superior de Cerveza y Malta. Com mais de 20 anos de profissão, atua como consultora, sommelier e é presidente da Associação Brasileira dos Profissionais de Cerveja.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Receitas de Bebidas

Topo