Receitas

As divas na cozinha: grandes estrelas que encaravam as panelas

As Divas na Cozinha - Histórias das Estrelas da Música e do Cinema, de Evânio Alves
Sofia Loren aprendeu a cozinhar na infância, em Napoli, receitas que mais tarde foram parar no livro "Na Cozinha com Amor" Imagem: As Divas na Cozinha - Histórias das Estrelas da Música e do Cinema, de Evânio Alves

Wagner Silva

Do UOL, em São Paulo

21/10/2012 07h00

Quem disse que personalidades do mais alto escalão de Hollywood nunca foram para a cozinha? Em “As Divas na Cozinha – Histórias das Estrelas da Música e do Cinema”, Evânio Alves mostra imagens de grandes estrelas com a mão na massa. Entre as célebres cozinheiras estão Audrey Hepburn, Ava Gardner, Greta Garbo, Brigitte Bardot, Marilyn Monroe e Sophia Loren, que inclusive é reconhecida por sua habilidade na cozinha.

O material para a obra foi garimpado em autobiografias, biografias e cookbooks (livros de receitas) americanos dos anos 20 aos 60, onde as divas expuseram seus dotes culinários. Alves teve a ideia para o livro durante a preparação da publicação anterior “As Divas no Brasil”, que conta o que estrelas como Brigitte Bardot, Marlene Dietrich e o ícone da dança Margot Fonteyn, entre outras, vieram fazer por aqui.

“Eu me deparava com detalhes sobre elas na cozinha e achava isto muito interessante. Foi então que comecei, despretensiosamente, a colecionar e a experimentar as receitas que estrelas preparavam em casa e convidar os amigos para degustar”, conta Evânio. “Eles morriam de rir por não acreditarem que mulheres tão bonitas e glamourosas como Marilyn Monroe e Greta Garbo, ricas e cheias de empregados para lhes servir, pudessem ir para a cozinha”, completa.

Panela no fogo

Além dos homens, Ava Gardner (1922-1990) tinha um fraco pelas panelas e cozinhava até para a própria empregada. Já a cantora e atriz Doris Day, mais do que cozinhar, tem fama de ter sido uma neurótica por limpeza.

Audrey Hepburn (1929-1993), ícone de elegância da década de 60, era fissurada por sobremesas à base de chocolate e adorava preparar o jantar para a família. Mas muitas vezes nem provava, já que estava sempre de dieta.

Dieta, aliás, não era o forte de Elizabeth Taylor (1932-2011). Um dos rostos mais belos do cinema tinha um apetite voraz e não se preocupava com a boa forma. Quando não estava filmando, Liz, como era conhecida, comia à vontade - era daquelas que assaltava a geladeira à noite - e pratos nada saudáveis.

Com prêmios colecionados pelo seu notável desempenho na cozinha, Sophia Loren está anos luz distante das atrizes citadas. Pelo menos no quesito talento gastronômico. Nascida em Roma, Sofia cresceu na periferia de Napoli e aprendeu a cozinhar com a mãe ainda criança. Grande parte das receitas dessa época foi parar em seu primeiro livro, “Na Cozinha com Amor”, editado no Brasil pela Bloch Editora. O livro foi escrito em 1968, quando Sophia, para não perder o primeiro filho, passou uma boa temporada de repouso e brindou fãs de cinema e gastronomia com essa preciosidade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Receitas

Topo