Receitas

Amendoim deixa de ser acompanhamento e vira estrela de cardápio

Anna Fagundes

do UOL, em São Paulo

20/08/2013 18h21

O humilde amendoim do tira-gosto, quem diria, virou a estrela da festa. A leguminosa, originária da América do Sul e onipresente nas festas juninas, é a atração de um cardápio criado pela chef Janaína Rueda, do Bar da Dona Onça. O menu do festival, com uma entrada, prato principal, sobremesa e um licor, custará R$ 89.

O cardápio, que começa a ser servido a partir desta terça-feira (20), conta com pratos como os camarões marinados com leite de amendoim, cebola roxa e pimenta biquinho, o frango caipira ensopado servido com arroz soltinho e o pavê de amendoim. A chef, que tem pesquisado o ingrediente desde dezembro do ano passado, já criou 12 pratos com a leguminosa.

“O amendoim foi uma grande descoberta na minha vida profissional, pois ampliou as possibilidades na gastronomia”, explica Rueda. “Além de muito saboroso, é uma leguminosa saudável e muito versátil como ingrediente, pois nos permite produzir tanto receitas doces como salgadas”.

Daqui para o mundo

O amendoim aparece em pratos pelo mundo afora, do frango xadrez dos chineses ao pad thai tailandês, passando pelo famoso sanduíche de pasta de amendoim e banana, favorito do rei do rock Elvis Presley. Mas a planta é sul-americana de origem, e foi levada do Brasil para a Europa pelos portugueses, com uma parada na África –onde foi parar dentro do caldeirão e é servido em cozidos e sopas em países como Gana, Moçambique e Senegal.

Quem desvaloriza a leguminosa está perdendo muito. “É um ingrediente muito tradicional, e bem representado na alta gastronomia. Pense no vatapá, que é um prato nobre da culinária baiana”, explica Ricardo Maranhão, coordenador do Centro de Pesquisas em Gastronomia Brasileira da Universidade Anhembi-Morumbi. “Chefs importantes no cenário nacional valorizam muito o ingrediente". 

Maranhão cita o exemplo da chef Mara Salles, que oferece caruru (prato baiano com quiabo, camarão seco e amendoim) como acompanhamento para um robalo ao molho de moqueca em seu restaurante Tordesilhas, e também o premiado chef Alex Atala, que já transformou o amendoim em espuma como acompanhamento para mandioquinha defumada no D.O.M. e fez mini pastéis com vatapá no Dalva e Dito.  

O festival do amendoim no Bar da Dona Onça acontece até o dia 20 de setembro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo