Receitas

Chef estrelado relata histórias de seus "clientes-pesadelo"

APEGA - Sociedad Peruana de Gastronomia
O chef René Redzepi, do restaurante Noma (Dinamarca) Imagem: APEGA - Sociedad Peruana de Gastronomia

Do UOL

19/11/2013 13h25

Até o chef de um dos mais premiados restaurantes do mundo tem problemas com clientes mal-educados. Em entrevista ao site norte-americano Epicurious, o chef do Noma René Redzepi contou os principais problemas que ele já enfrentou em dez anos de trabalho em seu restaurante, considerado o segundo melhor do mundo pela influente lista "50 Best". “Eu poderia escrever um livro sobre isso”, ele comentou.

Um dos problemas mais constrangedores? “Pessoas que decidem transar no banheiro do restaurante”, explica. “É embaraçoso porque todo mundo pode ouvir tudo o que está acontecendo e os casais acham que estão sendo discretos”.

Outra fonte constante de confusão são os clientes que bebem demais. “Teve uma vez um sujeito que ficou bêbado e esqueceu que as portas do toalete são de correr. Quando ele precisou sair de lá, ele gritou ‘a porta não abre!’ e arrebentou o batente e a porta”, conta Redzepi, que também já teve que lidar algumas vezes com clientes alcoolizados vomitando no meio do salão da casa, há oito anos na lista dos melhores restaurantes do mundo pela revista "Restaurant". 

Mal-educados no olho da rua
Redzepi explica que não admite que os clientes da casa maltratem os funcionários. “Temos clientes rudes que veem os garçons como se fossem servos”, diz.  “Alguns homens ficam bêbados e tentam paquerar as nossas funcionárias –esses são expulsos do restaurante. Não temos que aturar isso de maneira alguma”.

Clientes que tentam levar “lembrancinhas” do restaurante também não são bem-vindos. “As pessoas tentam furtar coisas o tempo todo, como as peles que mantemos nas cadeiras. Já vi várias vezes quando o cliente faz 'vupt' e esconde o item embaixo do braço. É assim em tudo quanto é lugar”.

Mas o caso mais estranho que o chef dinamarquês já viu foi o de um homem que largou o almoço pela metade para se juntar a duas moças que estavam nadando do lado de fora. “Uma coisa que você não deve fazer nunca é, no meio da sua refeição, sair da sua mesa, tirar suas roupas e exibir seu corpo peludo de meia-idade para pular na água com duas mocinhas”, diz o chef. “Isso não se faz mesmo”. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo