Receitas

Bares americanos driblam proibição a cigarro com drinques feitos com tabaco

Divulgação/www.facebook.com/barcharleydc
Drinque Step-dad, feito com bitter de tabaco, servido no bar Charley, em Washington (Estados Unidos) Imagem: Divulgação/www.facebook.com/barcharleydc

Do UOL, em São Paulo

16/01/2014 17h26

Alguns barmen nos Estados Unidos estão driblando a proibição ao fumo em locais fechados com drinques em que o tabaco é uma das estrelas dos coquetéis.

A ideia original é do bar Father's Office, que criou um xarope de açúcar com infusão de tabaco para seu drinque Oaxacan Fizz, feito também com mescal, limão, Cynar (aperitivo à base de alcachofra). Logo o conceito acabou se espalhando para outros bares.

Você tomaria um drinque feito com tabaco?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos

A maior dificuldade dos donos do Father's Office foi justamente descobrir qual a melhor matéria-prima para o ingrediente. "Desmontamos um cigarro comum e tentamos fazer uma infusão, que acabou ficando horrível", disse o chef Sang Yoon, um dos donos do bar.

"Também cortamos charutos e ficou com gosto péssimo. Tentamos rapé, também não funcionou". A solução final foi usar tabaco de cachimbo, que não tinha tantos aditivos para conservação. 

Níveis seguros
Yoon sabe que está lidando com um ingrediente controverso. "As pessoas que fumam adoram a bebida e quem não fuma fica dividido", disse ele à rádio norte-americana NPR.

Outros bares também estão testando versões diferentes de tabaco como base para drinques. No Charley, em Washington, o Step-Dad leva conhaque, Cynar e bitter de tabaco feito pelos próprios barmen.

Já no bar PX, na Virgínia, uma série de diferentes tipos de tabaco compõem um "chá" que vai em um drinque à base de bourbon batizado como Smoker's Delight ("alegria do fumante", em inglês).

Há também bebidas prontas que levam a erva, como um licor à base de tabaco e vodcas com infusão de menta e tabaco, entre outras.

Cientistas apontam, no entanto, que bebidas com tabaco podem ser perigosas porque não há como medir quanto do ingrediente a pessoa está ingerindo.

"Você se lembrar que nicotina era usada como inseticida, então é como se eles estivessem colocando pesticidas dentro da sua bebida", alerta Stanz Glantz, pesquisador da Universidade da Califórnia. "Seria muito fácil ter uma overdose de nicotina líquida em um drinque". 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo