Receitas

Driblando o frio, estádio prepara seis mil quilos de frango para Super Bowl

Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP
MetLife Stadium, palco do Super Bowl: planejamento da alimentação dos fãs levou dois anos para ser concluído Imagem: Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

29/01/2014 16h25

O Super Bowl, final do campeonato de futebol americano, movimenta bilhões de dólares em publicidade e em audiência na televisão. No ano passado, 111 milhões de pessoas nos Estados Unidos assistiram à transmissão do jogo. 

E quando se trata de alimentar os fãs que assistirão no próximo domingo (2/2) o jogo entre Seattle Seahawks e Denver Broncos, os números também não são nada discretos: o MetLife Stadium, que recepcionará o evento pela primeira vez, estocou nada menos que cerca de seis mil quilos de asas de frango, 50 mil copos de chocolate quente e de café e mais de 14 mil salsichas para cachorro-quente.

A operação de guerra para alimentar os fãs também levou em conta o clima gelado que assola a região de Nova Jérsei, onde fica o estádio. Para garantir que nenhuma nevasca impeça a entrega de ingredientes, os gerentes do local armaram uma operação de guerra para receber os alimentos que não podem ser estocados com antecedência -caso, por exemplo, dos 35 mil pães comprados especialmente para a ocasião.

Questão de honra
A companhia responsável pela alimentação no estádio se preparou durante dois anos para o Super Bowl. É uma chance única de chamar a atenção do público visitante e também uma questão de honra para os chefs contratados para a missão: afinal, está em jogo não só a reputação dos cozinheiros envolvidos, mas também de todo o serviço das cantinas. Conhecer a cultura culinária da região que sedia o evento é quase um programa à parte para quem consegue ingressos para o grande jogo.

No Super Bowl do ano passado, sediado em Nova Orleans, o menu incluía itens tradicionais da culinária "cajun", típica da cidade, como cozidos de galinha e linguiça, tortas de lagostim e até chili com carne de jacaré. Para esta edição, é esperado um cardápio mais com a cara de Nova York, com sanduíche de carne na baguete de centeio e asas de frango com parmesão e alho no molho de manteiga com pimenta.

Nos camarotes, os torcedores encontram pratos como o "hoagie", sanduíche gigante recheado com filé mignon e carne de lagosta. "Isso é um resumo de Nova York", disse o chef Eric Borgia, responsável pelo menu do estádio, ao jornal "Washington Street Journal". 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo