Receitas

Chef baiana surpreende juízes e chega na semifinal do "MasterChef" inglês

Divulgação
A chef Luciana Berry chamou a atenção no programa "MasterChef - The Professionals" Imagem: Divulgação

Anna Fagundes

Do UOL, em São Paulo

02/12/2014 15h20

Uma chef brasileira ganhou o estômago e os votos dos difíceis juizes do programa britânico "MasterChef - The Professionals". Armada com pratos como purê de mandioca, moqueca e açaí, a baiana Luciana Berry, de 34 anos, passou para as semifinais da competição de culinária, exibida pelo canal BBC Two. 

Nascida em Salvador e criada em Vitória da Conquista (BA), Luciana chamou a atenção durante a sétima edição do programa com um prato cujo ingrediente principal ela confessa detestar: "sweetbread", ou timo - uma glândula encontrada em animais jovens, como vitela ou cordeiro. 

"Em uma das provas, tínhamos que cozinhar com um ingrediente pouco comum. Quando ligaram as câmeras, avisaram que seria 'sweetbread'", explica Luciana. Ao invés de fritar o ingrediente, tal como os colegas de bancada, a chef apostou em um empadão recheado com o ingrediente secreto, cogumelos, maçã e fígado de galinha.

A ousadia garantiu sua permanência no concurso, onde só participam cozinheiros com no mínimo três anos de experiência no mercado. E a massa, onde Luciana adicionou "mais manteiga do que o necessário", acabou rendendo elogios rasgados dos juízes. "Disseram que foi a melhor torta que já tinham comido!", diz.

Matando saudades na panela
Luciana ganhou seu lugar na semifinal com um jantar com peito de pato defumado com purê de mandioca, farofa de feijão tropeiro e sorvete de açaí, servido para três críticos gastronômicos. Antes, ela já tinha se destacado com uma elogiada moqueca de lagosta.

Embora os juízes não tenham gostado do açaí, considerado muito doce, a farofa e o purê de mandioca tiveram grande aceitação. "Meu objetivo é poder mostrar os ingredientes brasileiros", explica a chef.

Luciana confessa que, no Brasil, nunca chegou muito perto do fogão. "Minha mãe é uma ótima cozinheira, por isso nunca me interessei muito pelo assunto", diz.

No entanto, ao mudar-se para Londres, onde mora há dez anos, a culinária foi uma maneira de matar as saudades de casa. "Comecei a pedir receitas para minha mãe e, com o tempo, acabei recebendo convites para preparar pratos para os amigos". A clientela aumentou aos poucos, apaixonada pela mistura de ingredientes brasileiros e receitas britânicas.

Enquanto trabalhava como gerente em um restaurante, Luciana acabou se apaixonando pela Gastronomia e transformou o hobby em negócio: estudou na conhecida escola de cozinha Le Cordon Bleu e abriu o próprio negócio, o serviço de chef a domicílio Catering on The Hill, em 2010.

Fã do programa "MasterChef", a baiana confessa que estava com o pé atrás na hora de pensar em participar do concurso. "Achava que não teria a menor chance, porque só tinha homem entre os candidatos", explica. "Ainda assim, me inscrevi e logo no dia seguinte a produção entrou em contato comigo. Eles gostaram do meu trabalho porque mostrei algo diferente do que eles estavam acostumados".

No Brasil, o programa é exibido pelo canal a cabo BBC HD, mas não há previsão de quando a atual temporada irá ao ar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo