Receitas

Bolovo volta à cena com novos ingredientes, no Brasil e no exterior

Divulgação/facebook.com/twelvebistro
Em São Paulo, o Twelve Bistrô serve a versão britânica do bolovo, com recheio de carne de porco moída e acompanhada de molho de curry Imagem: Divulgação/facebook.com/twelvebistro

Rafael Mosna e Anna Martino

Do UOL, em Londres e São Paulo

17/02/2015 07h00

Comida de boteco? Até pode ser, mas com estilo. O bolovo, petisco querido dos bares, volta à cena com roupagem diferente e um quê de requintado.

E a onda não está restrita ao território nacional. A versão britânica do salgado, chamada de "scotch egg", está por toda parte de Londres: de prateleiras refrigeradas de supermercados a versões inusitadas em mercados de ruas e pubs.

Na terra da rainha, ele  foi inclusive servido por chefs-celebridade como James Oliver e Heston Blumenthal, enquanto no Brasil ele surge no menu de locais como o Mercadinho Dalva e Dito, do chef Alex Atala.

A receita tradicional do “scotch egg” é um pouco diferente da brasileira. Por lá, o ovo é envolto em carne de porco, que é então empanada e frita. No Brasil, o bolovo em geral é feito com carne moída e envolto em massa de salgadinho (em geral a mesma usada para produzir coxinhas) antes de ser frito.

Outra diferença é o local de consumo: é comum entre os britânicos comer o ovo empanado até mesmo frio, como um prato de piquenique. Há quem leve o “scotch egg” praticamente da geladeira do mercado à boca, embora paladares “exigentes” possam torcer o nariz para a prática. 


Recheios diferentes
Mas para cozinheiros criativos, as invenções não param na preparação clássica. Vale, por exemplo, trocar o ovo de galinha por ovo de codorna (como faz a lanchonete Rancho da Empada e o próprio Mercadinho Dalva e Dito) ou rechear o bolinho com o que for possível imaginar. 

“Nós já fizemos muitas variações. Usamos carne de coelho, frango e alho-poró, cordeiro e cheddar, haddock... E há muitas ainda por vir”, diz Nikki O’Kane, da Finest Fayre, que vende seus bolovos em feiras de rua como Malby Street, Greenwich e Broadway Market.

Já em São Paulo, o bar Tiquim criou um bolovo sazonal sem carne vermelha. Vendido durante a Páscoa e o Natal, a iguaria era recheada com bacalhau desfiado e, sim, ovo cozido. A outra versão da casa, ainda no menu, é preparada com carne de panela e mussarela dividindo o espaço com o ovo.

E para onde vai parar o quitute, com tantas inovações? Uma pista pode estar em um pub de Londres, o The Star by Hackney Downs. Em outubro do anos passado, a casa resolveu utilizar o “scotch egg” em vez do tradicional pão para seu hambúrguer. Por tempo limitado, o ovo foi servido recheado de uma fatia de carne suculenta, queijo e salada.

A versão causou “polêmica” e voltou à cozinha do local em novembro, mas também ficou disponível por tempo reduzido –apenas uma semana. A ver se alguém se habilita a "traduzir" esta versão no Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo