Receitas

Casa de Jamie Oliver privilegia refeições fartas e muito sabor

Claudia Lima

Do UOL, em São Paulo

03/04/2015 19h17

Nada de pratos insossos ou porções pequenas. Para quem esperava que o Jamie's Italian -primeira casa do cozinheiro inglês Jamie Oliver no país- fosse uma decepção, sinto informar que o restaurante não é nada disso. A casa oferece comida italiana farta e bem executada e não fica a dever a cadeias bem sucedidas como Ráscal, por exemplo. Do jeitinho que o brasileiro gosta.

Ao contrário do Fifteen, seu primeiro empreendimento aberto nos anos 90, em Londres, e com foco em comida internacional, o Jamie's Italian - como o próprio nome indica - tem como base a culinária italiana. Também em oposição ao primeiro, cujo menu é irregular (para não dizer sem graça), tem massas (preparadas no local) e pratos com carnes, aves e peixes. Quem é vegetariano e adepto de dietas sem glúten também tem vez ali.
 
Mas não pense que é um lugar para se sentar e ficar horas apreciando a comida. Não. Os garçons -atenciosíssimos- estão prontos a avisar se um prato tem doses acentuadas de pimenta e retirar os pedidos tão logo você dê uma olhada no menu ou termine o prato, garantindo a alta rotatividade do lugar. No segundo dia de funcionamento, as filas para o almoço ou jantar tinham pelo menos uma hora de espera.
 
Aos pratos
Não deixe de provar como entrada o saboroso Arancini Margherita, bolinhos de risoto de tomate e mozarela e apimentadíssimo molho arrabiata. Porém, a salada de erva-doce, laranja e queijo bocconcino apesar de fresca, estava um tanto amarga. A surpresa foram as abobrinhas fritas com maionese cítrica, mais saborosa do que as batatas rústicas que acompanham o Rib-Eye Steak (contrafilé grelhado servido com mix de cogumelos, salada de rúcula e endívia). A carne de cozimento perfeito fica melhor ainda se acompanhada com a manteiga de trufas sugerida no menu. Bem feito também e com massa al dente é o Jamie's Sausage Pappardelle (ragu de porco e erva-doce feito com vinho tinto, parmesão farofinha de pão com ervas).
 
Para os formigões, o menu de sobremesas não deixa por menos. Fãs, mas fãs mesmo de chocolate vão adorar o Brownie Épico, bolo (doce e um tanto pesado) que é quase uma ganache servido com sorvete de caramelo e flor de sal e pipoca caramelada com licor Amaretto. O Tiramisù serve perfeitamente duas pessoas e a torta do dia -na data da visita era de pera- acompanhada de creme fresco é deliciosa para quem não cede aos apelos do cacau. Ponto para o chef  Lisandro Lauretti e sua equipe. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo