Receitas

Coreana abre restaurante asiático com bufê também no jantar

Giuliana Nogueira/Divulgação
Bibimbap: tirinhas de mignon com legumes, cogumelos e ovo de codorna Imagem: Giuliana Nogueira/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

07/04/2015 10h26

Possivelmente você nunca ouviu falar de Lilian Hwang, restauratrice coreana que vive no Brasil há quase 40 anos. Em 2002 ela abriu o Cia oriental, um quilo de comida japonesa – e também brasileira – ao lado do metrô Liberdade que hoje funciona também à la carte e como rodízio no andar de cima. Na sequência veio  o Kareya (Sushi bar com bufê no almoço e rodízio no jantar), o Tanka (seu primeiro – e bem sucedido – bufê asiático) e o Wok'n Roll (com pratos asiáticos executivos), todos na Liberdade.

Agora é a vez de um bufê asiático caprichado no Itaim Bibi, o Miso (Rua Pedroso Alvarenga, 554, tel. 11/3167-3605), que funciona no mesmo sistema no almoço e no jantar.

Giuliana Nogueira/Divulgação
A restauratrice coreana Lilian Hwang Imagem: Giuliana Nogueira/Divulgação
A semente do Miso Restaurante foi plantada em 2013, quando Jae e Ryan Kim, donos da premiada hamburgueria Butcher’s Market, abriram as portas do Fisherman’s Table. O conceito da casa era uma brasserie oriental moderna, com receitas típicas do Japão, da China e, claro, da Coreia. O projeto não funcionou, mas Lilian não desistiu do ponto: tirou o Table do nome e o transformou num rodízio japonês. Também não deu certo. A nova aposta da empresária é voltar à Ásia com um novo approach – daí o Miso.

Divulgação
Detalhe do salão do novo Miso Imagem: Divulgação
O soft opening começa neste 7 de abril, já com mais de 50 receitas. Durante a semana, o almoço sai por R$ 59,90 e o jantar por R$ 79,90. Aos finais de semana e feriados, o  preço é único: R$ 89,90. “Num restaurante convencional, as pessoas deixam de experimentar pratos que não conhecem com medo de não gostar, mas num bufê isso não acontece”, acredita Lilian.

Entre os pratos, destacam-se os coreanos Kimchi (salada picante de acelga curtida), Jap Chae, (macarrão frio de batata doce com óleo de gergelim, legumes e cogumelos) e Bibimpab (bowl de filé mignon, legumes, arroz e ovo de codorna, que pode vir com pimenta gochujang). Há ainda Pad Thai (o talharim de arroz tailandês com frango, camarão, amendoim, tamarindo, omelete e nampla), o Pato Laqueado (tradição chinesa), sushis e sashimis (que incluem iguarias como ovas de peixe, ouriço do mar e natô, soja fermentada apreciada no Japão).

Para harmonizar, a sugestão são as cervejas japonesas – a Kirin Ichiban sai por R$ 15 – ou coquetéis sem álcool, como o Lychee Ginger (suco de lichia, gengibre e mix de chás) que custa R$ 11 e pode ser pedido à vontade. 


 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo