Receitas

Versátil e popular, doce de leite vai bem com tudo; veja receitas e truques

Anna Fagundes

Do UOL, em São Paulo

29/04/2015 14h56

Seja no recheio do bem-casado, no alfajor e no famoso bolo de churros, ou então acompanhando uma bela fatia de queijo, o doce de leite é um doce que faz a alegria de muita gente. Conhecido em toda a América Latina, ele tem versões das mais variadas: com canela ou cravo, à base de leite de cabra (a "cajeta", prato típico do México), e servido na forma de pasta ou de blocos.

Por conta de sua textura aveluldada e sabor de infância, ele é bem popular nos menus de sobremesa Brasil afora como uma alternativa igualmente tentadora aos pratos com chocolate. "É um doce que tem tudo a ver com o brasileiro", conta Carola Creme, chef da doceria La Vie en Douce e jurada do reality show "Que Seja Doce" (canal a cabo GNT). "Eu amo de paixão. Sou filha de mineira, como junto com pão de queijo desde pequena".

Devagar e sempre
A receita tradicional leva apenas leite e açúcar –e demanda um tanto de paciência para mexer tudo em fogo brando até que a mistura ganhe a cor e a consistência necessárias. "Há quem coloque cravo e canela, ou bicarbonato de sódio para deixar o creme mais 'moreninho'", conta Carole. "E tem até quem coloque um pouco de creme de leite ou manteiga para deixa-lo mais cremoso".

Paulo Neves, da da Ghee Banqueteria,  explica que a receita tem diversas variantes mundo afora. "No Brasil, cada região tem sua receita, com tempo de cozimento e ingredientes diferentes. Temos, por exemplo, o doce de leite talhado, que leva limão na receita. Eu só uso mesmo leite e açúcar, com um tempo de cocção bem demorado".

"A primeira vez que vi alguém fazer doce de leite, fiquei impressionado com o processo. Era um tacho de cobre enorme em um fogo a lenha, e a pessoa estava lá por horas mexendo o leite com açúcar. Quando ficou pronto, eu comi tanto que até passei mal", conta o chef Paulo. "Infelizmente, nunca mais vi este tipo de preparo".

Quem não tem tempo sobrando pode apelar para um atalho: cozinhar uma lata de leite condensado na panela de pressão –um dos truques preferidos de Carole Crema. "Cozinhe o leite condensando dentro da lata fechada por 40 minutos depois que a panela pega pressão", explica.

Vai com tudo
Com tantas variantes e sabores, como saber se o doce está bom para o consumo? Carole Crema sugere observar alguns detalhes, como cor e textura. "Geralmente, ele deve ser cremoso, homogêneo e de cor âmbar. Há marcas que adicionam amido para acelerar o processo de produção, o que não é recomendável. Portanto, se a textura for gelatinosa ou arenosa, desconfie".

Uma vantagem do doce é que é uma sobremesa bastante flexível. "Ela combina com queijos variados: de ovelha, de cabra, Minas padrão e Canastra, entre outros", conta Juliano Valese, do restaurante Torero Valese, em São Paulo. "Também combina com massas de bolo, massas folhadas e também com sorvetes".

Carole acredita que o doce combina "com absolutamente tudo". "Em frutas, creme, chocolate, biscoitos, panquecas. Eu amo com banana flambada e com creme de leite fresco", conta. "Sempre que precisar de um elemento doce e de textura aveludada no prato, dá-lhe doce de leite!"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo