Receitas

Cerveja também combina com frio! Confira rótulos perfeitos para a estação

Sergio Crusco

Do UOL, em São Paulo

24/07/2015 07h00

O frio está aí e pede bebida encorpada, cremosa e alcoólica. Hora de se despedir temporariamente da cervejinha do dia a dia e partir para ruivas, morenas e negras mais densas, complexas e cheias de sabor. As cervejas de inverno têm uma tradição secular nos países que definiram seus principais estilos como Bélgica, Inglaterra e Alemanha. Era preciso fabricar líquidos potentes para enfrentar temperaturas rudes.

Muitos desses estilos hoje estão nas prateleiras o ano todo, mas é claro que ganham sua vez nos meses mais gelados, harmonizando com uma boa variedade de pratos, da sopa de legumes fumegante ao chocolate que cai tão bem no frio.

“As cervejas mais encorpadas e alcoólicas combinam com os pratos que consumimos no inverno. Elas têm mais potencial de aquecimento”, diz a sommelier de cervejas Aline Araújo, que indica estilos como Dark ou Golden Strong Ale, Imperial Stout, Doppelbock ou Barley Wine como perfeitos para a ocasião.

Por serem mais fortes, às vezes afastam os fãs dos estilos mais leves e refrescantes, mas isso não é desculpa para não prová-las. Lembre-se que, apesar de robustas, são cervejas para beber tranquilamente, em quantidades bem menores. Para quem não está acostumado à pegada das cervejas de inverno, Aline sugere começar pelas mais aromáticas, por justamente mascararem o teor alcoólico com sua complexidade. “A Weinzenbock é uma boa pedida, com seus aromas que remetem a frutas passas e chocolate”, indica.

Seja qual for seu estilo, é bom lembrar que a filosofia “estupidamente gelada” não funciona com as cervejas de inverno. De maneira geral, é recomendável servi-las a não menos que 10º C, para que todas as suas notas especiais possam ser sentidas no nariz e no paladar.

Aline também lembra que o amargor pode ser levado em conta na hora de escolher uma cerveja de inverno, mas essa não é uma característica que vai fazer seu corpo se sentir mais aquecido. “O amargor é fantástico, além de equilibrar o dulçor do malte no sabor de uma cerveja, ele também é ‘amigo’ das harmonizações, sendo excelente elemento de corte para pratos mais gordurosos e robustos. Porém, não ajuda a esquentar. Existem cervejas leves, como as bitters inglesas, até mesmo as session IPAs americanas que tem amargor alto, porém têm baixo teor alcoólico e são ótimas para refrescar”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Receitas

Topo